quarta-feira, 29 de abril de 2009

abril, desaires mil


(pf. ignorar marca da luva)

boa noite. é o meu lado espiritual que vos tecla.

o meu lado espiritual está muito zangado. anda a lutar desde há semanas para poder concretizar uma série de coisas, e o resultado sai sempre torto.

por vezes ele interroga-se se terá tomado alguma decisão muito, muito errada, e que portanto as consequências daí resultantes sejam, em parte, culpa sua. embora tais consequências pareçam um ovo gigante e bem redondo como resposta a uma pequenina gota de água.

outras vezes ele está apenas quieto e calado, minding its own business, e é o universo que decide bufar-lhe ao ouvido, entre cotoveladas: "hei! tás aí? olha eu a chatear-te o juízo. olha eu a invadir o teu espaço. olha eu a lixar-te à gente grande como se não houvesse amanhã."

julgo que alguém me terá colado um post-it na testa com a frase "abril é um mês de revoltas, façam de mim o vosso saco de porrada" (literalmente ou em sentido figurado, já tivemos de tudo por aqui).

e é assim que tem sido. com a malta aqui da rua (tudo gente boa, no sentido cigano de gente boa), com a malta do emprego (a tentarem comer-me as papas na cabeça, segundo uma colega), com a senhoria do meu apartamento-to-be (primeira renda paga e ele sem gás, sem frigorífico e com as persianas e portas a desfazerem-se). e ainda mais um desenrolar de pequenas coisas que, em caso de dúvida, ah e tal, não correm bem.

é assim que tem sido: um esbracejar no vazio, um imenso desperdício de energia para trilhar caminhos que teimam em permanecer bloqueados.

este mês vai ficar para o meu 2009 como o "mês do mau karma". e espero que fique mesmo por aqui e que dentro de dois dias (OU MENOS) a nuvenzinha negra que teima em pairar sobre a minha cabeça se desfaça em lágrimas e dê lugar à mui bem-vinda paisagem azul.

entretanto, pergunto-me que pôrra de lição é que a vida estará a tentar ensinar-me por meio de tanto desaire.

I wonder...

segunda-feira, 27 de abril de 2009

BEWARE!...



loool !! !! tenho quer levar este resultado a votação!!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

sinto-me tão, tão esquilo

... mais propriamente o esquilo do "Pular a Cerca". aquele que fica louco quando ingere cafeína.

pois é isso: nestes últimos dias, parece que o mundo em meu redor não mexe. não vibra.

ele são reuniões de uma hora que demoram duas; brainstormings acerca de temas uma e outra vez repetidos; discussões intermináveis que não levam a qualquer conclusão...

anda tudo à velocidade da brisa, aqui no escritório. de um vento meio morto. volta e meia, lá estou eu a abanar o pézinho por debaixo da mesa, com cara de poucos amigos. quase a dar dois berros. a vontade era mesmo de levantar-me e dizer "vou só ali num instante fazer qualquer coisa útil e já volto, ok? podem continuar sem mim".

oh perda de tempo!!

e nem sequer bebi café hoje...

terça-feira, 21 de abril de 2009

palavras sábias...

"The future is no place to place your better days."

domingo, 19 de abril de 2009

quinta-feira, 16 de abril de 2009

contra-sensos

. quando estou cansada, escrevo frases mais longas, mais complicadas e cheias de advérbios pelo meio. por incrível que pareça, gasto mais energia se tiver que resumir o texto do que se o escrever tal e qual como ele brota (= longo e intrincado).

. fico feliz quando chove. porque normalmente significa que não está demasiado calor (iupii!), nem demasiado frio (iupii!), nem demasiado sol (não preciso de usar protector -> iupii!).

. quero sempre a fruta que não há em casa. sempre.

. digo objectivamente o que quero dizer, e interpreto da mesma forma o que os outros me dizem. à letra. palavrinha por palavrinha. [engano-me imenso (claro)].

. por mais atrasada que esteja, perco sempre tempo a colorir as coluninhas do Excel antes de enviar o ficheiro. sempre...

segunda-feira, 13 de abril de 2009

o tombo

já apurei o preço de mercado da ingenuidade...

... e fica por 120 Eur, numa oficina Citroën perto de si.

encanto renovado

a propósito de Páscoa, e como a celebração cristã já há muito que perdeu, para mim, o significado, fui recuperar a tradição pagã associada a esta data:

"a chamada Páscoa pagã equivale à festa da chegada da Primavera, celebrada pelos antigos povos pagãos da Europa, que nessa época do ano homenageavam Ostera. Ostera (ou Ostara), a deusa da primavera, é simbolizada por uma mulher que segura um ovo na sua mão enquanto observa um coelho, representante da fertilidade, pulando alegremente ao redor dos seus pés nus. a deusa e o ovo que esta carrega são símbolos da chegada de uma nova vida. com o tempo, os cristãos apropriaram-se da imagem do ovo para festejar a Páscoa; e no Concílio de Nicéia, realizado em 325 da nossa era, estabeleceu-se o culto a esta data.

a celebração de Ostara comemora a fertilidade, um tradicional e antigo festival pagão que celebra o evento sazonal equivalente ao equinócio da primavera.

Ostara representa o renascimento da terra, o equilíbrio quando a fertilidade chega depois do inverno. é o período em que a luz do dia e da noite têm a mesma duração; o espelho da beleza da natureza, a renovação do espírito e da mente.

os símbolos tradicionais da Páscoa vêm de Ostara. visto que o coelho é uma criatura que procria rapidamente, ele simbolizava o acto sexual; os ovos, simbolizando "nascimento" e "renovação", eram pintados com símbolos mágicos ou de ouro, e depois enterrados ou lançados ao fogo como oferta aos deuses. é o Ovo Cósmico da vida, a fertilidade da Mãe Terra."

Gostei. :-)

terça-feira, 7 de abril de 2009

é o delírio, senhoras e senhores!!

... não estou apenas no blogroll do meu amigo C., ora pois não. após investigação mais cuidada (motivada por uma queixa acerca de tratamento desigual), descobri que estou em vários blogrolls por essa blogosfera fora!!

beijinhos e obrigadas ao muse, à magarça, à ladrona das horas e à sara!

é o delírio, minha gente! SOU FAMOSA!!*


*tenham calma... isto passa. o blog retoma já ao seu habitual tom sarcástico.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

finalmente, o reconhecimento!


após 18 meses de cabriolas e gritinhos neste poiso, consegui enfim o merecido reconhecimento:

o meu querido amigo C. incluiu o meu blog na sua lista telefónica de ilustres.

avé, caro amigo, e um xi-coração!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

(mais) cultura geral

graças às fotos da Mónica Sofia para a Playboy, em apenas dois minutos aprendi sete sinónimos da palavra "vagina" e outras tantas razões para desprezar o tipo de gajo que escreve estes comentários.

(um desses sinónimos lembra ali o post sobre o Pachelbel... vá, o primeiro a adivinhar ganha um pin do Barack Obama!)

mazelas do tipo "velhotas à disputa em concurso de doenças do Gato Fedorento"


os meus médicos (reparem no uso subtil do pronome possessivo como indício claro de hipocondria) são uns verdadeiros criativos. uns puros marketeers. uns inequívocos artistas.

isto porquê? apenas porque, ultimamente, parecem empenhados em assignar-me doenças inimagináveis.

nos últimos meses, adicionaram à minha lista de maleitas as seguintes:
1. descolamento do vítreo
2. rinite alérgica

só o primeiro, já vale no mínimo vinte pontos no concurso das velhotas do GF. não é qualquer um que se pode gabar de ter um descolamento do vítreo. aliás (e a bem da cultura geral) os três primeiros a colocarem um comentário neste post com a correcta definição de "vítreo" ganham um pin do Barack Obama.

já a rinite alérgica, é um pouco mais comum... certo. mas isto de aparecer aos 29 anos (quase 30), sem qualquer antecedente passado, numa pessoa sem amígdalas... hmm... é coisa para dez pontos no concurso das velhotas.

já me estou a ver, daqui a uns anos, a gritar (porque estarei meia surda) em frente ao RAP: "porque eu tenho uma artrite reumatóide que mal me deixa mexer os dedos!! tive que pôr de lado o tricot e passar as manhãs a ver a Maya na televisão! e as minhas cruzes, faz ideia do que me doem as cruzes?!".

que bom, já tenho uma carreira alternativa.